Adriano Moraes lembra de acidente antes do ‘Desafio do Bem’ em Barretos e crava: “Quebraria a perna 10 vezes se precisasse”
Por Fernando - 17 de novembro de 2017

O tricampeão mundial e diretor da PBR Brazil, Adriano Moraes, lembrou do acidente antes do ‘Desafio do Bem’, em Barretos (SP), no ano de 2013, durante um treinamento. Em entrevista ao ‘Tô No Buteco’, o brasileiro se disse satisfeito pelo arrecadado (R$ 5,5 milhões) e cravou: “Se eu soubesse que daria pelo menos perto do que foi arrecadado, quebraria a perna mais dez anos seguidos”. O peão aposentado está em Cuiabá (MT), onde acontece, pela primeira vez no país, um evento realizado somente pela PBR, focado na montaria em touros, dentro de um ginásio poliesportivo.

Adriano Moraes lembra de acidente antes do 'Desafio do Bem' em Barretos e crava: “Quebraria a perna 10 vezes se precisasse”

Questionado se ainda sente vontade de montar, Adriano é enfático: “Não dá mais saudade. Quando eu ainda tinha o mínimo de condição, dava saudade. Agora, só de pensar eu passo mal. É o envelhecimento do ser humano, o que está no passado, fica lá”, explicou o tricampeão mundial.

Adriano lembrou ainda do acidente que teve em 2013, antes do ‘Desafio do Bem’, em Barretos (SP), quando fazia o treinamento: “Não gosto de chamar de desafio, é uma montaria do bem. Peão velho não desafia, ele se doa para uma apresentação. Não era em touro, era a cavalo, achei que fosse no estilo cutiano, que já montei. Depois que já tinham chegado as doações é que fiquei sabendo que era sela americana. Nunca gostei desta modalidade, amo assistir, mas montar não é comigo”.

“É a modalidade mais difícil de se aprender. Não consegui quando era jovem, acha que eu ia conseguir depois de velho? O plano era montar a égua, dar três, quatro pulos, porque o intuito não é ver o competidor parar e sim a pessoa, que teve alguma relevância dentro da indústria, se apresentar mais uma vez em uma ação de ajuda para uma entidade maravilhosa que é aquela”, continuou Adriano.

O tricampeão mundial relembra a cena: “Me colocaram para treinar. Montei no primeiro – isso ninguém sabe – e consegui ficar em cima do cavalo, mesmo sem esporear. Só que na saída, tenho problema de coluna e ela deu uma travada. O sangue estava quente e fui para a segunda montaria. Quando eu fui tentar sair de cima, foi quando veio a cerca e aconteceu o que aconteceu”.

No acidente, Adriano Moraes quebrou a tíbia da perna esquerda e teve uma convulsão assim que bateu a cabeça no chão. Ele já tinha problema na perna antes desta queda, mas já tinha um pino na perna por causa de um acidente, também em Barretos, em 97: “Ficou umas pequenas sequelas que são da vida”.

Mas se engana quem pensa que o tricampeão mundial lamentou o fato: “Foram arrecadados R$ 5,5 milhões, é a maior da história. Se eu tivesse certeza que a montaria do bem do Adriano Moraes todo ano arrecadasse próximo daquilo, eu quebraria a perna dez anos seguidos. Acho que a minha parte já contribuí, tudo foi para ajudar o Hospital de Câncer. Infelizmente, por mais que a medicina esteja avançada, os números de casos vêm se multiplicando. É um lugar que as pessoas se dedicam para o bem-estar do ser humano, que é o que faz a diferença naquele hospital. O amor cura mais que a medicina”, finaliza.

O tricampeão, que também é diretor da PBR Brazil, está em Cuiabá, onde acontece de 17 a 19 de novembro a primeira etapa da competição realizada inteiramente pela empresa. O evento acontecerá nos moldes dos Estado Unidos da América e dentro de um ginásio poliesportivo, o Aecim Tocantins, localizado ao lado da Arena Pantanal, uma das sedes da Copa do Mundo de 2014.

Por: Wesley Santiago

Gostou da matéria? Deixe seu like!

CDs Completos e músicas avulsas » https://goo.gl/lRKFzN
Confira as últimas notícias » https://goo.gl/iCs3YL
Confira clipes sertanejos » https://goo.gl/OjdkS7

Assista nossa Playlist no YouTube:

Blogueiro apaixonado por música; CEO no Blog Tô No Buteco; graduado em Ciências Contábeis e parceiro no projeto Lucas Reis & Thácio.

Parceiros
error: Conteúdo Protegido! www.tonobuteco.com