Victor e Matheus
Cantores e compositores, Victor & Matheus comemoram, em junho, onze anos de uma carreira que tem como marca um repertório que mistura o sertanejo mais tradicional – do romantismo, da viola e do violão – com as novas influências e o papo moderninho que o estilo ganhou nos últimos anos. A combinação perfeita da voz forte de Victor com o timbre suave de Matheus torna natural ambos revezarem o papel de primeira voz e reforça a característica de versatilidade da dupla, que transita muito bem entre o romântico e os modões, e entre o batidão e o pop.

Com quatro CDs e dois DVDs gravados, a formação da dupla não foi uma coincidência. Tampouco começou como uma brincadeira. Victor montou sua primeira dupla em 2000. Um ano antes, Matheus tinha alcançado o primeiro lugar em um festival de música gospel. Seguindo caminhos distintos no meio sertanejo, mas com a vontade de fazer música de qualidade dentro de um sólido projeto de carreira, eles foram apresentados pelo pai de Victor numa sexta-feira de junho de 2004. “Ele estava prestando serviço para a Prefeitura de Nova Marilândia (no Mato Grosso) e sentava ao lado da minha namorada, que hoje é minha esposa”, conta Matheus.

Depois de conhecer um pouco da história de Matheus com a música, o pai de Victor resolveu marcar um encontro entre os dois cantores. No dia 20 de junho, Matheus chegava à cidade de Tangará da Serra após percorrer os 80 quilômetros que a separam de Nova Marilândia. “Meu pai ficou alí ouvindo a gente conversar e cantar para ver a dupla combinava”, lembra Victor. A vontade de fazer suas músicas tocarem em cada pedacinho do Brasil falou mais alto e Victor & Matheus decidiram que seguiriam juntos a partir dali. Montaram, então, uma estratégia que envolvia muitos ensaios, novas composições e pouco dinheiro.

A distância entre as duas cidades era uma das principais dificuldades no começo da carreira. Matheus trabalhava como agente prisional na cidade em que morava e –algumas vezes – os ensaios ocorreram na própria delegacia municipal durante os fins de semana de plantão do cantor. Victor dividia o tempo entre a música e desenhos técnicos. Mas, como a carreira de artista era o principal objetivo de ambos, na metade de 2005 os dois tiveram que decidir: a música ou a estabilidade em uma profissão qualquer. Optaram pela música e abandonaram seus empregos. Na metade de 2005 os dois abandonaram seus empregos e se mudaram para São José do Rio Preto, no interior paulista.

"Esse foi um passo muito importante na nossa carreira", lembra Matheus. Por um ano viveram de favor na casa dos tios de Victor enquanto faziam shows em casas noturnas e preparavam o repertório para o primeiro CD. Com recursos da Lei de Incentivo à Cultura de Mato Grosso e ajuda de amigos, o primeiro disco foi lançado em março de 2006 e custou R$ 22 mil. Escrita por Victor, a romântica "Já não sou mais o mesmo" dá nome ao álbum que tem 12 faixas e sucessos como "Tchau pra você", que mistura a levada country com a batida pop-rock. A canção consagrou a dupla em vários estados.

Apostando em composições próprias para marcar a identidade da dupla, Victor & Matheus gravaram o primeiro DVD em 1º de outubro de 2008 em São Paulo. Entre as 20 canções escolhidas para o repertório merecem destaque "Preciso de Você" e "Dona do Meu Coração", compostas por Vitor. Matheus foi o responsável por "O amor me pegou" e juntos, os meninos de Mato Grosso escreveram "Acabou de me perder". Escolheram o estúdio Mosh, a produção musical de Nil Bernardes e os arranjos de Marco Pontes, o Caixote. "Esse trabalho foi muito importante para nossa carreira porque nos firmou no mercado", conta Victor. O terceiro CD da carreira teve a produção musical do renomado Dudu Borges e foi lançado no fim de 2009 com o nome "Saudade Bandida", quarta faixa do disco que conta com 12 canções.

Mas foi em um show para mais de 20 mil pessoas pagantes, como gostam de ressaltar, que Victor & Matheus gravaram o principal trabalho da carreira. O segundo DVD teve as participações especiais de Munhoz e Mariano na música "Promoção", que está tocando em todas as rádios do País e Michel Teló na divertida "Vai Rolar", que é uma adaptação mais comportada do funk "Adultério", de Mr. Catra. Das 18 músicas é impossível escolher uma favorita da dupla que acaba de lançar “Veiaquinha” em parceria com Conrado & Aleksandro. Antes, porém, Victor & Matheus encantaram o público com as românticas. "Não Acaba" e “Singular”.
Blogueiro, divulgador, graduado em Ciências Contábeis; tonobuteco.com & sertanejona.com; parceiro no projeto Lucas Reis & Thácio! 👻 fernando.buteco
Parceiros