Conrado e Aleksandro – Camionete Inteira
Por Fernando - 6 de Fevereiro de 2015

Letra: Conrado e Aleksandro – Camionete Inteira conrado-e-aleksandro-camionete-inteira-sertanejo-2015

Era pra ser segredo meu e seu
Olha o que aconteceu
Tá vendo aí o que deu
Se ficasse calada não ia da nada
Mas a boca abriu

Meu teto caiu
A muié descobriu
Sei não se eu vou sofrer
Gostei demais do cê

Não tô dando migué
Cê sabe como é
Nóis dois deu certinho

No som da minha camionete toca rock
Toca Ivete, desde arrocha a Tião Carreiro e Pardinho
Sei que cê gosta, tudo que toca dança
Se arriá o som cê cansa de pular no meu corpinho

Não vem depois reclamar de nós dois
Que é feijão com arroz
Deleto da lixeira, eu não sou flor que cheira
Ocê gostou de mim
Foi fazendo besteira na camionete inteira

Meu teto caiu
A muié descobriu
Sei não se eu vou sofrer
Gostei demais do cê

Não tô dando migué
Cê sabe como é
Nóis dois deu certinho

No som da minha camionete toca rock
Toca Ivete, desde arrocha a Tião Carreiro e Pardinho
Sei que cê gosta, tudo que toca dança
Se arriá o som cê cansa de pular

Não vem depois reclamar de nós dois
Que é feijão com arroz
Deleto da lixeira, eu não sou flor que cheira
Ocê gostou de mim
Foi fazendo besteira na camionete inteira.

downloadtnb

Blogueiro apaixonado por música; CEO no Blog Tô No Buteco; graduado em Ciências Contábeis e parceiro no projeto Lucas Reis & Thácio.

Parceiros
error: Conteúdo Protegido! www.tonobuteco.com