Mayck e Lyan – Praga de mula véia (Part. Fernando e Sorocaba)
Por Fernando - 6 de dezembro de 2015

Letra: Mayck e Lyan – Praga de mula véia (Part. Fernando e Sorocaba) Mayck-e-Lyan-Part.-Fernando-e-Sorocaba-Praga-de-Mula-Veia-460x460

Aquele trem me largou
Disse que eu ia afundar na margaça
Mas praga de mula véia
Não pega em cavalo de raça
Mas praga de mula véia
Não pega em cavalo de raça

O trupé ficou feio
Eu saí vazado minhas tráia eu peguei
Liguei o som do carro
Tocou uns modão mas eu me segurei
Vim parar num buteco
E to bebendo desde aquela hora
Traz a pinga marvada
Porque mula e praga eu cutuco é na espora

Aquele trem me largou
Disse que eu ia afundar na margaça
Mas praga de mula véia
Não pega em cavalo de raça
Mas praga de mula véia
Não pega em cavalo de raça

Então vamos beber
Não enche meu saco, só enche meu copo
Nóis bebe pra esquecer
Mas vou lembrar você, que apaguei nossas fotos
Na boca de quem não presta
Tudo que é bom é pior do que traça
Mas praga de mula véia
Não pega em quem é cavalo de raça

Aquele trem me largou
Disse que eu ia afundar na margaça
Mas praga de mula véia
Não pega em cavalo de raça
Mas praga de mula véia
Não pega em cavalo de raça.

downloadtnb

Blogueiro, divulgador, graduado em Ciências Contábeis; tonobuteco.com & sertanejona.com; parceiro no projeto Lucas Reis & Thácio! ? fernando.buteco
Parceiros